Importância da saúde uterina na eficiência reprodutiva das fazendas leiteiras

As infecções uterinas são responsáveis por importantes reduções na rentabilidade dos rebanhos leiteiros, por isso compreender os mecanismos envolvidos é fundamental para estabelecer a forma mais eficiente de tratamento.

A contaminação do útero da vaca ocorre frequentemente no momento do parto ou nos primeiros dias após o nascimento do bezerro. Esses agentes patogênicos devem ser eliminados durante o processo de involução uterina. No entanto, pode haver comprometimento da função imune da fêmea e resultar em diferentes quadros de infecções.

As afecções uterinas podem comprometer o bem-estar das fêmeas e gerar várias perdas econômicas, principalmente associadas aos prejuízos reprodutivos, como: atraso na retomada da ciclicidade ovariana após o parto; redução na capacidade de fertilização; comprometimento no desenvolvimento embrionário; redução na taxa de prenhez; aumento no intervalo entre partos e aumento do descarte prematuro por falhas reprodutivas.

Sendo assim, é importante que o endométrio das fêmeas esteja saudável para estabelecer e manter a gestação. Para isso, as afecções uterinas devem ser tratadas de acordo com a enfermidade e sua gravidade. Conte sempre com o apoio de um médico-veterinário para saber o momento da ocorrência da doença e qual o tratamento mais eficiente para utilizar.

Fonte: http://lebct.com.br/e1447

Tags