5S do Leite

Organização e foco também na hora da produção leiteira

Você sabe o que é o 5S? Em 1950, o professor Kaoro Ishikawa apresentou um método para combater o desperdício e ajudar o Japão destroçado pela guerra e sem recursos naturais. Ele chamou este método de 5S (Seiri, Seiton, Shitsuke, Seikesu, Seiso), usando apenas a sigla 5S. O Fabrício Nascimento, que escreve para o site MilkPoint, adaptou para cinco coisas que são extremamente importantes na pecuária de leite, o 5S do leite.

Saúde: cuidado especial com a saúde do rebanho, tanto fazendo vacinas preventivas quanto tratando o mais rápido possível qualquer enfermidade da vaca.

Sombra: proporcionar um ambiente confortável para as vacas, sombra de qualidade e com espaço para todas. Sombra ajuda a controlar o estresse térmico e aumentar a produção de leite.

Sede: vacas em lactação bebem em média 150 litros de água por dia e não podemos deixá-las passarem sede. A água tem que ser limpa, de qualidade e em quantidade, sempre de fácil acesso para as vacas.

Sobras: garantir alimentos de sobra para as nossas vacas e entender que não devemos oferecer as sobras para elas. Elas precisam de alimentação de qualidade e comer à vontade. As sobras dos cochos devem ser oferecidas a um lote de repasse ou serem descartadas. Lembre-se que as vacas em lactação precisam sempre da melhor comida.

Sensibilidade: entender e respeitar as vacas, elas são sensíveis e precisam de nossa sensibilidade também. O comportamento das vacas depende da sensibilidade de quem faz o manejo delas. A ideia de vacas felizes precisa ser implantada em todas as propriedades e quanto mais carinho a gente dedicar a elas, mais leite elas vão dedicar a nós.

Saúde, Sede, Sombra, Sobras e Sensibilidade, são elos de uma corrente, que somados tornam-se fortes.

Boas dicas, né? Tudo isso vai ser transformado em produtividade!

Fonte: MilkPoint (lebct.com.br/02bd6)

Outras fotos

Tags